Saramago... diálogo entre Deus e o Diabo...


Diabo: Não me aceitas, não me perdoas?

Deus: Não te aceito, não te perdoo, quero-te como és, e, se possível, ainda pior do que és agora.

Diabo: Porquê?

Deus:  Porque este Bem que eu sou não existiria sem esse Mal que tu és, um Bem que tivesse que existir sem ti seria inconsebível, a um tal ponto que nem eu posso imaginá-lo, enfim, se tu acabas, eu acabo, para que eu seja o Bem, é necessário que tu continues a ser o Mal, se o Diabo não vive como Diabo, Deus não vive como Deus, a morte de um seria a morte do outro.

Trecho do livro "O Evangelho Segundo Jesus Cristo", de José Saramago.

Um registro indignado pela falta de respeito da Igreja Católica, que é capaz de tolerar e conviver com estupradores, pedófilos, ditadores e assassinos. Mas não consegue conviver com seus críticos. Que a obra de Saramago fale por ele... quando ele mesmo já não pode mais.

Comentários

Postagens mais visitadas